Avaliação do Tópico:
  • 0 voto(s) - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Eliza Dushku
#1
[Imagem: tbl20.jpg]

Filme: This Boy's Life
Participação: Reduzida
Papel: Filha do Robert de Niro

Filme com o Robert de Niro e Ellen Barkin, que acaba por ser a grande estreia do Leonardo di Caprio. Não é nada do outro mundo, mas vale a pena pelo Robert de Niro, que ao princípio parece um totó mas a meio revela-se o mau da fita.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: 48flg003.jpg]

Filme: True Lies
Participação: Alguma
Papel: Filha do Schwarzenegger

Este já todos conhecem, por isso não vale a pena falar muito. É um filmaço, e a Eliza está em grande forma.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#2
[Imagem: byelove_ambereliza1.jpg]

Filme: Bye Bye Love
Participação: Bastante
Papel: Filha do Paul Reiser (ainda o acho evil por causa do Aliens)

Uma comédia romântica que se vê muito bem e com uma grande banda sonora dos Everly Brothers. O filme gira em torno de três amigos de infância que agora são adultos divorciados e com filhos. O Paul Reiser e o Matthew Modine concentram-se mais na parte do relacionamento com os filhos, o papel do Randy Quaid é mesmo para rir, especialmente a date dele com a Janeane Garofalo. A Eliza está muito bem durante todo o filme, mas os momentos do Randy Quaid com a Janeane são mesmo do melhor. Ah, e também entra o Rob "Meathead" Reiner, por isso pode-se dizer que aquilo está realmente cheio de vedetas.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: m_007415.jpg]

Filme: Race The Sun
Participação: Bastante
Papel: Pertence à equipa dos bons

Filme com a Halle Berry e o James Belushi, do tipo que se pode esperar ver num domingo às quatro da tarde. Não é grande coisa, mas fica para a história porque foi nele que a Eliza Dushku começou a fumar. Péssimo hábito, diga-se de passagem.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#3
[Imagem: mod_00000101.jpg]

Filme: Bring It On
Participação: Muita
Papel: Cheerleader

Um filme que se vê mesmo muito bem e que em Portugal foi traduzido para "Tudo Por Elas", em homenagem ao lendário Zé Cabra. O plot em si é extremamente previsível, os diálogos não são os melhores, mas who the hell cares? Tongue


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: jasb02.jpg]

Filme: Jay And Silent Bob Strike Back
Participação: Bastante
Papel: Bad girl

Outro excelente filme que já toda a gente viu, por isso não vale a pena falar muito sobre ele.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#4
[Imagem: ss09.jpg]

Filme: Soul Survivors
Participação: Muita
Papel: É difícil explicar... assim como o próprio filme

Filme extremamente confuso que até a Eliza posteriormente disse não ter saído bem como ela estava à espera. Há pessoal que morre, passado um bocado já lá anda outra vez, volta a morrer, volta a aparecer... enfim, não sei o que é que o realizador estava a fumar quando criou esta obra.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: elizadushkuint.jpg]

Filme: The New Guy
Participação: Muita
Papel: Love interest do personagem principal

Comédia que se vê muito bem e que tem um final magnífico. Entra para a história pelo "crazy eyes" e por ser a primeira vez em que a Eliza fala albanês num filme. Sim, que o nome Dushku não vem concerteza da Papua Nova Guiné.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#5
[Imagem: city.jpg]

Filme: City By The Sea
Participação: Pouca
Papel: Namorada do James Franco, nora do Robert de Niro

Depois do "This Boy's Life", a carreira do Robert de Niro entrou em declínio. Após tentar variadíssimos papéis sem grande sucesso, percebeu que a única maneira de voltar a ser a estrela que havia sido em tempos era contracenar uma vez mais com a Eliza Dushku. Têm poucas cenas juntos, mas dá para ver que a Eliza cresceu bastante entre um filme e o outro.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: wrongturn03.jpg]

Filme: Wrong Turn
Participação: Muita
Papel: É a personagem principal. Tee-hee para ela (e para o público)!

Filme de terror que não mete medo nenhum mas que se vê extraordinariamente bem. A Eliza passa o filme todo com a sua camisola de alças com o símbolo da Albânia, a correr de um lado para o outro a fugir de canibais inbred. O plot do costume, portanto.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#6
[Imagem: B0000TLA3C.03._SCLZZZZZZZ_.jpg]

Série: Buffy The Vampire Slayer
Participação: Muita na série 3, dois episódios na série 4 e cinco episódios na série 7
Papel: Faith

O melhor papel da Eliza Dushku até hoje. Eclipsa completamente a Sarah Michelle Gellar em cada cena, como aliás não é de admirar considerando a imagem acima. Um portento de representação.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: 45_davidboreanaz_elizadushku_four.jpg]

Série: Angel
Participação: Dois episódios na série 1, um episódio na série 2 e quatro episódios na série 4
Papel: Faith

Série que começa muito bem no primeiro ano, piora no segundo, piora ainda mais no terceiro, é quase insuportável no quarto e termina com um quinto ano excelente. Se a tivessem cancelado no final do quarto ano eu teria batido palmas, mas cancelá-la depois da melhor season de todas é incompreensível... mas não tanto como o cancelamento do próximo ítem.


_________________________________________________________________________________________________

[Imagem: trucalling.jpg]

Série: Tru Calling
Participação: O máximo possível
Papel: Personagem principal!!!

Uma excelente série, mistura de policial com "Back To The Future", que no princípio de cada episódio uma pessoa pensa que vai ser quase igual ao anterior mas que acaba por ser buérérés de surpreendente. Infelizmente na América (país que elegeu o Bush duas vezes, recorde-se) foi posta no horário do Survivor, com o qual só talvez o SuperBowl pudesse competir. Após muita hesitação foi cancelada no princípio do segundo ano, após apenas 6 episódios (brilhantes, por sinal), deixando milhões de tele-espectadores cheios de estilo altamente desiludidos. Uma injustiça maior do que qualquer uma alguma vez feita ao próprio Calimero.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#7
Depois de o meu irmão (Rufferto) me obrigar a ver um filme dela, acabei por aprender a gostar. Agora se ele me diz que há um novo filme dela, a primeira coisa que digo é: Quando é que compras? Eliza Dushku é das melhores actrizes, se não for a melhor. Acho que as melhores personagens foram... hm... todas? Viva! Hooray for Eliza! Biggrin
Responder
#8
Sem dúvida a melhor actriz de todos os tempos. A Academia já lhe deve estar a dever uma boa dúzia de óscares. Para quando a próxima obra-prima?
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#9
acho que quem espera, desespera... quem se estica é que alcança!
"I have no answers for you, vermin. Only scorn!"
- The Vyro-Ingo, "Star Control 3"
Responder
#10
A rapariga há-de chegar aos 30 já com uns 2 ou 3 óscares na mala... acreditem no que vos digo!
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#11
olá!!!

Bem... é suposto eu ter de comentar os "desempenhos" da Sr.a Dona Eliza Dushku, mas limitaram-me bastante a conversa. A verdade é que não vi muitos filmes com ela... mas ouço falar dela todos os santos dias, bem por culpa de alguém que a gente cá conhece.

Suponho que a rapariga tem os seus atributos. De outra forma, não desempenharia tantos papeis e nem tão pouco teria fans como os que aqui encontro. Acho que só por isso é uma grande senhora Smile

É claro que só o digo, porque alguém me ameaçou de morte se não o fizesse... assim achei melhor escrever isto antes de levar com um dvd da dushku na cabeça. Lol...
"Sempre que possivel conversa com um saco de cimento... nesta vida só devemos acreditar naquilo que um dia pode ser concreto!"
Responder
#12
psenes Escreveu:Bem... é suposto eu ter de comentar os "desempenhos" da Sr.a Dona Eliza Dushku, mas limitaram-me bastante a conversa. A verdade é que não vi muitos filmes com ela... mas ouço falar dela todos os santos dias, bem por culpa de alguém que a gente cá conhece.

Não faço ideia a quem te referes, mas por certo que essa pessoa tem muito bom gosto. Indubitavelmente um Benfiquista Smile


psenes Escreveu:Suponho que a rapariga tem os seus atributos. De outra forma, não desempenharia tantos papeis e nem tão pouco teria fans como os que aqui encontro. Acho que só por isso é uma grande senhora Smile

E o Pelé também dava uns toques e o Einstein até que não era completamente tapado... Tongue


psenes Escreveu:É claro que só o digo, porque alguém me ameaçou de morte se não o fizesse... assim achei melhor escrever isto antes de levar com um dvd da dushku na cabeça. Lol...

Num mundo perfeito, choveriam DVDs da grande Eliza Dushku e o pessoal andava sempre na rua com redes daquelas para borboletas a apanhá-los. A rapariga tem mesmo de fazer mais filmes... basta ver que desde que o Tru Calling foi cancelado o preço do petróleo disparou para níveis absurdos. O mundo fica em crise quando a Eliza não aparece com frequência na TV ou no cinema.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#13
não sei se os DVDs chegariam cá abaixo em grandes condições e, além disso, era um perigo andar na rua Smile
"I have no answers for you, vermin. Only scorn!"
- The Vyro-Ingo, "Star Control 3"
Responder
#14
Se chovessem DVDs da Eliza Dushku, seria um crime não andar na rua. Tongue
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#15
e creio que os pavimentos seriam todos ortopédicos Biggrin
"I have no answers for you, vermin. Only scorn!"
- The Vyro-Ingo, "Star Control 3"
Responder
#16
Deve ter sido a pensar num mundo assim que o Louis Armstrong cantou o "What a Wonderful World". Smile
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#17
Pisos ortopédicos??? Porque não placas de zinco... :oops: dava uma bela party em cima!!!
"Sempre que possivel conversa com um saco de cimento... nesta vida só devemos acreditar naquilo que um dia pode ser concreto!"
Responder
#18
Uma party fará todo o mundo apreciador de bom cinema quando finalmente a grande Eliza Dushku anunciar o seu próximo projecto. A rapariga já está há demasiado tempo longe dos ecrãs. :cry:
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#19
[Imagem: kissey7.png]

Filme: The Kiss
Participação: Surpreendentemente, muita
Papel: Divide a casa com a personagem principal

Um filme curto e que até não custa muito a ver, mas que me pareceu muito pouco inspirado. Suponho que a distribuidora achou o mesmo, tanto assim que o lançou directamente em DVD sem passar pelos cinemas e sem receber os 2.000$00.

O papel da Eliza não faz sentido nenhum, o que me leva a pensar que o realizador tinha um excelente gosto e que a contratou só para poder olhar para ela. A Eliza faz de barmaid, que de alguma forma respondeu a um anúncio de uma editora de livros para dividirem um apartamento e entretanto se tornou grande amiga dela. De resto adora ler e está sempre em casa, excepto quando tira uns dias para ir com a personagem principal tentar descobrir onde pára o Terence Stamp depois de ter sido vencido pelo Super-Homem.

-----

[Imagem: 0000004903_20060919231706.jpg]

Série: That 70s' Show
Participação: Um episódio
Papel: DJ

Os únicos episódios desta série que vi foram este da Eliza e outro com o The Rock e os manos Hardy. Sei que é muito pouco para fazer juízos de valor, mas sinceramente não consegui achar a mínima piada à série. Acho os personagens bem mais irritantes do que propriamente divertidos.

A Eliza está muito bem no episódio em que entra, como aliás qualquer idiota pode ver claramente pela foto, mas de resto eu avançaria as partes em que ela não entra. OK, podem parar quando aparecer o grande Clarence Boddicker.

-----

[Imagem: King_of_the_Hill_alley.jpg]

Série: King of the Hill
Participação: Um episódio
Papel: Namorada do Bobby

Já desta série gosto bastante. Não é mítica como o Beavis and Butthead nem revolucionária como o South Park, mas gosto da maneira como as coisas vão acontecendo sem ser a correr. Ao contrário do Family Guy, que é gag atrás de gag, no King of the Hill a acção imita o ritmo dos personagens.

O episódio em que a Eliza entra está engraçado, e é giro da primeira vez que se ouve a inconfundível voz dela. Se forem fãs da série não deixem de ver, se não forem então vejam na mesma a ver se ficam a gostar.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#20
[Imagem: edqt1.png]

Filme: Sex and Breakfast
Participação: Uma das personagens principais
Papel: Moça a passar por dificuldades conjugais

Numa lista entre "O Padrinho", "O Império Contra-Ataca", "Era uma Vez no Oeste", "Jaws" e "Sex and Breakfast", qual está a mais? Infelizmente é este último, já que todos os outros podem aparecer legitimamente em votações para o melhor filme de todos os tempos.

A história do "Sex and Breakfast" (onde curiosamente não há muito nem de uma coisa nem de outra) é simples. Dois casais que estão a passar por dificuldades no seu relacionamento consultam uma terapeuta e acabam por experimentar trocar de parceiros por uma noite, a ver se conseguem reacender a chama e essas coisas. O problema é que este é daqueles filmes que tem necessariamente de viver de um diálogo particularmente inspirado, já que de outra forma é complicado encher 80 minutos com tão pouco argumento, e esse diálogo pura e simplesmente está ausente. Os personagens andam para lá sem que saibamos sequer o que fazem na vida e vão trocando banalidades. É uma diferença brutal para por exemplo os filmes do Kevin Smith, onde piadas à parte há diálogos muito bem construídos.

Para mim este filme é em grande parte um desperdício dos inúmeros talentos da Eliza Dushku, e confesso que também tive alguma pena em ver o Macaulay Culkin como está agora. Em puto era cheio de genica e parecia que tinha o mundo todo pela frente, mas em adulto anda para lá com um olhar vago que lembra peixe morto e Groo. Para mim é quase como aqueles episódios dos Simpsons em que se vê o Bart no futuro já adulto... continua a estar muito parecido com o Bart de 10 anos that we know and love, mas há alguma coisa que não bate certo.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#21
[Imagem: alphabet4nh2.jpg]

Filme: The Alphabet Killer
Participação: Personagem principal!!!
Papel: Polícia laroca e meio destrambelhada

Gostava de poder dizer que este filme fica na história por ser o primeiro grande filme da Duck Shoot enquanto actriz principal, mas infelizmente isso não seria verdade. O filme fica realmente na história por ser o primeiro em que ela surge em topless (praticamente de lado e por breves segundos, mas ainda assim assinalável para quem em tempos disse haver mais possibilidades de o pessoal ver Deus do que de a ver nua), mas de resto é bastante fraquinho.

A Eliza interpreta uma polícia a investigar um serial killer que tem por hábito matar pessoas cujo primeiro e último nomes começam pela mesma letra, e deixá-las numa terra cujo nome também comece por essa mesma letra - daí o título "The Alphabet Killer". Alguns de vocês poderão dizer que isto era exactamente o que acontecia no livro "The ABC Murders", do Poirot, mas... mas... bom, mas nada, têm toda a razão. As únicas diferenças acabam por ser o facto de a Dushku ser consideravelmente mais gira que o Poirot, e de no filme o assassino ser mesmo um serial killer, não alguém que está a tentar esconder um crime cometendo outros parecidos.

De resto posso também referir as participações do Cary Elwes e sobretudo do grande Michael Ironside. Se o primeiro engordou e envelheceu consideravelmente desde a última vez que o vi, já o Michael Ironside continua em plena forma. Gostei de o ver contracenar com a Eliza, só foi pena que o papel dele fosse pequeno.

Para terminar, tenho de dizer que achei este filme uma desilusão. A Dushku está-se completamente a perder nestes papéis, e espero sinceramente que consiga revitalizar a carreira com o Dollhouse. A Humanidade assim o deseja.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico: Autor Respostas: Visualizações: Última Mensagem
  Eliza Dushku Ana Martins 15 5,190 10-05-2005, 08:25
Última Mensagem: Rufferto

Saltar Fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)