Avaliação do Tópico:
  • 0 voto(s) - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Criar um novo partido para ter um melhor PORTUGAL
#1
Fazer um brainstorm para criarmos um partido que dê a volta a Portugal...

Uma Revolution :twisted:
There's no stoppin' what can't be stopped, no killin' what can't be killed. You can't see the eyes of the demon, until him come callin'...
Responder
#2
Esse seria o Bom Partido, mas só pode haver um líder para ele: Manuel João Vieira!
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#3
"Ameaça Vermelha" - Organização Comunista Subversiva.

É um óptimo nome...
"Being based on history, the stages of the game will also be based on battles which actually took place in ancient Japan. So here's this giant enemy crab..."
Responder
#4
Ainda estou à espera desses cartões de membro, para andar sempre com o meu na carteira bem à vista, sempre que a abro para pagar alguma coisa. Smile
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#5
É imperativo que estabeleçamos objectivos para o partido?

Quais são as nossas metas (não as verdadeiras claro :twisted:

Qual é o sistema partidário que adoptamos?

Pautamo-nos por uma actuação lenta mas duradoura ou por uma célere mas de curto prazo?

Quais os grupos etários que queremos atingir?


Agradece-se comentários....

Sugiro que o nome fique para o fim.
There's no stoppin' what can't be stopped, no killin' what can't be killed. You can't see the eyes of the demon, until him come callin'...
Responder
#6
Khorazyn Escreveu:Quais são as nossas metas (não as verdadeiras claro)?

O comunismo!

Khorazyn Escreveu:Qual é o sistema partidário que adoptamos?

O comunismo!

Khorazyn Escreveu:Pautamo-nos por uma actuação lenta mas duradoura ou por uma célere mas de curto prazo?

O comu... quer dizer, uma actuação lenta e duradoura. Mas também célere e a curto prazo. Conforme os casos.

Khorazyn Escreveu:Quais os grupos etários que queremos atingir?

Proponho que comecemos com o pessoal novo:

[Imagem: comunismo8iz.jpg]
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#7
Eu proponho um Budismo Meritocrático com traços de ditadura... mas sim concordo que devamos começar pelos mais novos...

As mentes são ainda mais fáceis de moldar quando são jovens.

Budismo - porque básicamente ninguém chateia ninguém e faz o que tem a fazer sossegado

Meritocracia - porque só avançava na vida quem realmente desse provas disso.

Ditadura - porque quando tem que ser tem muita força
There's no stoppin' what can't be stopped, no killin' what can't be killed. You can't see the eyes of the demon, until him come callin'...
Responder
#8
Mas qual é a vantagem do budismo em relação ao ateísmo, onde também ninguém chateia ninguém? É como no Civilization em que há bonus para certas coisas e prejuízos para outras?
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#9
O Budismo tem coisas como a meditação, o yoga, a reincarnação e os sutras. O ateísmo não tem nada disso. Chega de diferenças?
There's no stoppin' what can't be stopped, no killin' what can't be killed. You can't see the eyes of the demon, until him come callin'...
Responder
#10
Eu não pedi diferenças, pedi vantagens.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#11
Já agora, o Karl Kort vem daqui. Infelizmente, não têm a melhor imagem de todas, quando o Rick Jones descobre o cartão...

"Speaking of implicating, what commie spy carries a card identifying himself as a commie spy?" Biggrin
"Being based on history, the stages of the game will also be based on battles which actually took place in ancient Japan. So here's this giant enemy crab..."
Responder
#12
E mais sobre o grande Karl Kort aqui. Uma das últimas frases é linda! Biggrin
"Being based on history, the stages of the game will also be based on battles which actually took place in ancient Japan. So here's this giant enemy crab..."
Responder
#13
Acho que assim como o Sérgio Aragonés pegou no Johnny DC para grande vilão do livro a gozar com a DC, também a Marvel podia começar uma storyline em que o Karl Kort regressava com um esquema diabólico (e comunista) para dominar o mundo. Seria engraçado ver toda a gente a desconfiar do Doutor Destino e dos suspeitos do costume antes de descobrirem quem na verdade estava por detrás de toda a tramóia.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#14
Khorazyn Escreveu:que dê a volta a Portugal...

Ate' parece que falas de ciclismo!
Todos os partidos tem dado a volta a Portugal. Certos presidentes ate' deram va'rias voltas ao mundo.

Quanto a partidos acho que fazias melhor criar um ai onde esta's. ;-)
Responder
#15
Cobaia Escreveu:Quanto a partidos acho que fazias melhor criar um ai onde estás. ;-)

Para mandar em Timor? Quem é que quer mandar naquilo?
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder
#16
Acho que a Meritocracia é uma quimera pelas seguintes razões:
- Chegar ao Poder dá trabalho
- Quem lá chega, quer lá ficar
- O Poder corrompe, quem quer que seja
- Poder leva a dinheiro que leva a Poder
- O Dinheiro corrompe

e o simples facto que o factor D e P é algo que todos querem ter e nenhum está realmente disposto a partilhar. Poderão haver ALGUNS e RAROS indivíduos dispostos a fazê-lo, mas não ficam durante muito tempo com os ditos cujos.
Mesmo que a hipocrisia que reina na sociedade actual imponha a "ajuda aos mais desafortunados", as grandes "galas em prole da causa do país/situação X" apenas cedem no máximo uns 10% para o dito X... enfim

Acho que era necessário impôr primeiro uma ditadura militar para se ter mais liberdade para impôr o sistema governamental planeado. O exército necessário a tal acção seria algo digno do exército dos clones da República, na "Guerra das Estrelas", embora no "Clone Wars" já os tenha visto levar na boca dos andróides.... logo se verá
"I have no answers for you, vermin. Only scorn!"
- The Vyro-Ingo, "Star Control 3"
Responder
#17
Este fim de semana tive um jantar com uns portugueses e cada vez estou mais desiludido com o nosso Portugal.

Estiveram a contar umas histórias da ASAE, coisas de loucos. Para fazer qualquer coisita tem que ser registado e com autorização do Governo. Se eu tiver uma casa no campo e me apetecer fazer um churrasco, tenho que informar os bombeiros e avisar a polícia das minhas intenções de fazer um churrasco.

Contaram-me que os tipos que vendem castanhas assadas já não podem utilizar listas telefónicas ou jornais porque "não é higiénico", tem que comprar (os pobres mal têm dinheiro) papel reciclado ou esterilizado. E claro está, têm que se registar, obter autorização da câmara para vender castanhas e pagar impostos.

Como estas contaram-me muitas.

Fora todas as outras histórias que já ouvimos dos bancos, dos políticos, dos jobs for the boys. Está tudo mal, é preciso restruturar, reorganizar e reformar, mas básicamente. Agita, mistura, põe disto tira daquilo, mas continua tudo na mesma.

Há já os saudosistas. No programa da RTP Os Grandes Portugueses, realizado em Março de 2007, Salazar foi a mais votada das personalidades em jogo, com 42% dos votos expressos, seguido de Álvaro Cunhal, com 19%, e de Aristides de Sousa Mendes, com 13%. Este resultado diz tudo. Não digo voltar a estes tempos mas algo mais eficaz.

Cada vez mais é necessário um partido novo. Que dê uma volta a Portugal.

Lembro-me da extraordinária peça escrita em 1867 pelo Eça, mas que se mantêm actualizadíssima.

“ORDINÁRIAMENTE todos os ministros são inteligentes, escrevem bem discursam com cortesia e pura dicção, vão a faustosas inaugurações e são excelentes convivas. Porem, são nulos a resolver crises. Não têm a austeridade, nem a concepção, nem o instinto político, nem a experiência que faz o ESTADISTA. É assim que há muito tempo em Portugal são regidos os destinos políticos. Política de acaso, política de compadrio, política e expediente. País governado ao acaso, governado por vaidades e por interesses, por especulação e corrupção, por privilégio e influência de camarilha, será possível conservar a sua independência?”Eça de Queirós em 1867

Não é só o Manuel João Vieira que acha que as coisas estão muito mal. O que é que se tinha que fazer para shake things up? Estritamente do posto de vista argumentativo. Para termos um salutar diálogo sobre o nosso sistema, a good discussion so to speak.


Que sistema é que acham que iria funcionar em Portugal?
There's no stoppin' what can't be stopped, no killin' what can't be killed. You can't see the eyes of the demon, until him come callin'...
Responder
#18
Contratar políticos estrangeiros. Assim como as equipas de futebol (e a própria Selecção Nacional) ou a TAP contratam estrangeiros para pôr aquilo na ordem, não vejo por que razão os países não hão-de poder fazer o mesmo.
[Imagem: indiaslb1mj1o.gif]
Responder


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico: Autor Respostas: Visualizações: Última Mensagem
  What the Finns need to know about Portugal Temis 3 3,033 10-05-2011, 22:15
Última Mensagem: Kronopt
  Portugal: o país mais pobre da europa!! psenes 1 6,083 11-04-2008, 15:56
Última Mensagem: Cobaia

Saltar Fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)